Balanços diferentes, 2k16

Sendo eu engenheira, e sim eu vou falar disto mais à frente, estou familiarizada com a palavra: balanço. Balanços de massa e de energia foi aquilo que eu aprendi a calcular.
Mas não só os engenheiros fazem balanços, hoje eu venho fazer um que geralmente toda a gente faz, hoje eu faço um balanço do que foi o meu ano de 2016.
QUE ANO! E honestamente acho que me podia ficar por aqui.
Foi ano de ser finalista, foi ano de ser engenheira, foi ano de andar 7 dias com cartola e viver a melhor sensação de sempre, foi ano de uma grande realização. Mas como não me fico por pouco, foi ano de ingressar numa outra faculdade para tirar o mestrado, foi o culminar de um objetivo de há 3 anos, foi a oportunidade de seguir aquilo que trazia planeado para mim, foi ano de atingir objetivos.
Foi ano de crescer a nível pessoal, foi ano de esquecer tudo aquilo que tanto mal me fez, foi principalmente o ano de me descobrir enquanto pessoa e de aprender a viver comigo. Aprendi a saber que me sou suficiente para ultrapassar dias mais cinzentos, aprendi a saber amar-me antes de amar um outro ser. Por muito importante que isso seja primeiro precisamos de nos chegar, de ser um bom ímpar para depois ser um bom par. O auto-conhecimento é algo bastante poderoso e que pode trazer uma felicidade tão boa, pois se estivermos bem e confortáveis connosco próprios tudo flui, tudo ganha forma e começa a seguir um rumo tão mais natural.
Com tanta mudança soube que as aventuras não ficarão por aqui, a ambição é demasiado grande para ser reprimida à rotina que a vida dá, sempre fui de arriscar e este ano mostrou-me que sempre conseguimos aquilo que queremos desde que tenhamos noção dos nossos limites e que os saibamos ultrapassar.
Recordo um ano cheio de coisas boas pois ainda que tenham havido algumas más, eu decidi guardar apenas o que de bom elas me deram, do que é mau eu não pretendo nunca viver.
Para o novo ano só desejo continuar a orgulhar a minha família, inclusive os meus incansáveis pais que tanto fazem por mim! E quanto à minha outra família, aquela que eu escolhi para serem os meus amigos para todo o sempre, só espero que mantenham aquela paciência inigualável com a minha pessoa que sei que ás vezes é complicada.
Que 2017 seja outro ano cheio, e cheio de tudo, faz parte, pois as coisas más sempre têm coisas boas a oferecer basta interpreta-las da maneira certa.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Seja onde for, quando for

cada dia bom faz um bom ano e bons anos uma boa vida

chegaram os teus 20